segunda-feira, junho 04, 2007

Recursos naturais - recursos geológicos

Recursos geológicos: todos os bens naturais de natureza geológica existentes na crosta terrestre e que são passíveis de aproveitamento. O seu aproveitamento está dependente da respectiva concentração na crosta terrestre. Os recursos geológicos conhecidos que podem ser explorados denominam-se reservas. Por apresentarem um processo de formação muito lento, e inferior à taxa de consumo humano são não renováveis, à excepção dos recursos hídricos e calor geotérmico.

Recursos minerais:
Recursos minerais são diversos materiais passíveis de serem utilizados pelo Homem e que foram concentrados lentamente por vários processos geológicos, podendo ser classificados em metálicos e não metálicos.
À concentração média de um elemento químico na crosta terrestre dá se o nome de clarke, exprimindo-se em exprime-se em partes por milhão (ppm) ou gramas por tonelada (g/t).
Os locais cuja concentração média de um elemento é superior ao clark desse elemento chamam-se jazigos minerais.
Certos minerais que contêm determinados metais na sua composição são denominados minérios, cuja extracção é acompanhada de uma parte não aproveitável: a ganga.
A exploração mineira provoca ainda inúmeros danos ambientais (desflorestação, remoção das camadas de solo, perturbação de ecossistemas frágeis, alteração da paisagem, etc)

Águas subterrâneas:
As rochas existentes na crosta podem funcionar como reservatórios de água, caso possuam a porosidade e permeabilidade adequadas, formando um aquífero.
Os aquíferos são um recurso de extrema importância: da água doce disponível (3% de toda a água existente), 30% corresponde a águas subterrâneas e apenas 1% às águas que escorrem na superfície.
Os aquíferos podem ser de dois tipos: livres (a formação geológica apenas está limitada na base por uma formação impermeável) e confinados (limitado na base e no topo).
A ocupação do solo junto a aquíferos deve ser cuidada, pois certas actividades humanas junto da zona de recarga (local onde o aquífero é alimentado) têm graves consequências: poluição física (temperatura, radioactividade, etc), poluição química (metais, produtos tóxicos, etc) e poluição biológica (vírus, bactérias, etc).

Recursos Energéticos:
Os recursos energéticos são fundamentais para a actividade do ser Humano, estando na base do avanço tecnológico e industrial da Humanidade.
A maior parte da energia consumida na actualidade provém de combustíveis fósseis (75%).
A utilização de combustíveis fósseis provoca inúmeros danos ambientais (aumento do efeito de estufa, poluição das águas, alterações climáticas e consequente subida do nível médio das águas, chuvas ácidas, etc).

Combustíveis fósseis:
Os combustíveis fósseis são recursos energéticos não renováveis e assumem três formas principais na crosta terrestre: sólida (carvão), líquida (petróleo) e gasosa (gás natural).

Energia geotérmica:
A energia geotérmica é um recurso geológico limpo e renovável
Pode-se dividir em dois tipos: energia de alta entalpia e energia de baixa entalpia, conforme o fluido se encontrar a uma temperatura superior ou inferior a 150 ºC.

Energia nuclear:
A energia nuclear é produzida através de reacções de fissão ou fusão dos átomos, nas quais são libertadas grandes quantidades de energia, contudo, este processo apresenta problemas de difícil resolução (resíduos radioactivos, perigo de explosão, etc).
A fusão nuclear envolve átomos mais leves do que a fissão e muito abundantes na natureza (deutério, tritio ou hidrogénio), sendo o impacto ambiental resultante do processo de fusão é muito menor comparado com o processo de fissão.
Contudo, a tecnologia ainda não conseguiu criar reactores de fusão devido às altas temperaturas necessárias para levar a cabo o processo.

O problema da exploração dos recursos geológicos está na forma e intensidade como o fazemos. Muitos dos processos de exploração dos recursos geológicos têm um impacto negativo, quer pela própria natureza poluente do recurso, quer pela sua má gestão. A exploração dos recursos geológicos deve estar enquadrada num modelo global de desenvolvimento sustentável. É urgente procurar soluções que evitem o esgotamento das reservas existentes e minimizem os impactos ambientais, respondendo às necessidades presentes e assegurando a qualidade de vida das gerações vindouras. Ou seja, uma exploração sustentada dos recursos geológicos. Caso contrário o futuro do Homem e do planeta Terra como o conhecemos está em risco.
João Bezelga, 11º 1B

2 comentários:

Ana Paula disse...

Muito importante esta questão! Sou professora de Biologia e Geologia e no ano lectivo transacto leccionei Biologia e Geologia! Pena que não me tenha apercebido deste Blog!

Anónimo disse...

Ola, adoro o teu blog é muito esclarecedor.
Mas ainda fiquei com uma duvida recursos geológicos e a mesma coisa que recursos naturais.